A prevalência de pacientes com Alzheimer terá aumento considerável


Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) o número de pacientes com demência vai dobrar até o ano de 2050. De todos os tipos de demência a mais comum continuará sendo a demência de Alzheimer.

No Brasil, a Associação Brasileira de Alzheimer (Abraz) alerta que esse número dobrará até o ano de 2030. Essas informações foram publicadas numa campanha lançada esse mês, com material informativo para alertar a população sobre os sintomas de demência.

Nesse momento estudos de prevalência demonstram que metade dos pacientes com Alzheimer no Brasil não sabem ainda que tem a doença. Sabemos também que a demência é uma doença degenerativa que não tem cura, mas quanto mais cedo iniciarmos o tratamento mais podemos retardar a evolução da doença.


Na fase inicial as queixas mais comuns são mudanças de humor e alguns esquecimentos. Isso não pode passar despercebido pelos familiares. Nesses casos, procure um especialista, que saberá fazer a entrevista e diagnóstico diferencial de demência e outras patologias.

Comentários

  1. demência soa mal infelizmente. a doença é sutil, por isto temos que ter acompanhamento de um especialista.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas