O que fazer com o meu filho que tem medo de escuro?

É muito comum a criança ter medo de escuro na faixa dos 3 aos 7 anos de idade.
Nessa fase as crianças estão com a imaginação bem aguçada. É a idade em que a criança se interessa muito por contos, desenhos e filmes com personagens como bruxas, duendes, monstros, super heróis etc.

Também já começam a prestar atenção no noticiário e novelas que os pais assistem e na própria conversa dos adultos que as cercam, que narram alguns crimes assustadores. Pode parecer que a criança está distraída nas suas brincadeiras mas ela fica antenada em tudo que acontece ao seu redor.

Esse medo aparece na hora de dormir porque é a hora em que a criança está sozinha, longe dos seus pais.  O escuro ajuda na montagem do cenário.
É comum as crianças pedirem para dormir na cama dos pais. Os pais devem negar, apesar de ser muito gostoso e cômodo. A criança dormir com os pais só contribui em reforçar o medo da criança (recomendo a leitura nesse blog do artigo “Meu filho não quer dormir na sua cama” publicado em 04/10/11).

Os pais devem passar segurança para o seu filho. Conversar bastante sobre o que tem medo. Explicar que monstros e bruxas só existem no mundo da imaginação. Relatar que o escuro é igualzinho ao dia com  a luz apagada, que não existem diferenças entre o dia e a noite. Parece óbvio, mas muitas das vezes não é para o seu filho.

Na hora da criança se deitar pode um dos pais ficar ao seu lado até adormecer. É importante não mentir, afirmando que ficará a noite toda de seu lado. Explique que não há necessidade porque a casa é bastante segura, mas que entende o medo e vai ajuda-lo até pegar no sono.

Pode-se também deixar acesa uma luz discreta (como uma pequena luz de canto). Se a luz incomodar muito, e a criança tem um espírito aventureiro, presentear com uma lanterna “bem maneira” pode ser uma boa ideia, para deixar embaixo do travesseiro e ser usada em caso de necessidade.

Também deve ser estimulada a autonomia da criança. A criança pode ficar responsável por algumas tarefas. Por exemplo, ela deve trocar a água do seu bicho de estimação, arrumar uma determinada gaveta ou prateleira, separar o que precisa levar para o banho, lembrar de acender ou apagar a luz da varanda, arrumar a sua mochila etc. Essas atividades vão sendo dadas de acordo com a idade e aumentando com o tempo. Sempre procure elogiar cada tarefa que a criança der conta.


Essas estratégias ajudam na segurança e auto estima da criança. A criança se sentindo mais auto confiante se sente apta a enfrentar os seus medos. Se esse conjunto de estratégias não melhorarem o medo de escuro do seu filho, procure ajuda de um especialista.   
 

Comentários

Postagens mais visitadas