Oxitocina em crianças autistas

Publicado no periódico "Proceedings ou The National Academy of Sciences" de 10 de julho de 2017 um estudo com 32 crianças de 6 a 12 anos com Transtorno do espectro autista (TEA) em que observaram melhora no seu relacionamento social após administração intra nasal de oxitocina. 
A melhora ocorreu no grupo que tinha dosagem baixa desse hormônio antes das duas aplicações diárias da pesquisa. 
A melhora foi observada através de preenchimento de escala de resposta social (SRS) pelos pais. 
Apesar do resultado ser favorável ainda estamos longe de descobrir uma droga específica para o autismo com a melhora da linguagem, comportamento e socialibilidade. Temos ainda que ter cautela nessa indicação por ter sido utilizado num grupo pequeno e precisará ainda ser replicado. 
Veja reportagem que saiu hoje (dia 11/07) no O Globo 
Veja reportagem que saiu hoje no O Globo: 

Comentários

Postagens mais visitadas